Cilindros de oxigênio: funções, tipos, critérios de seleção

A importância dos cilindros de oxigênio no manejo do paciente: o que fazer se uma pessoa não conseguir carregar independentemente ar limpo do ambiente para os pulmões?

Nesse caso, será necessária ajuda externa, e essa ajuda eficaz será fornecida por cilindros de oxigênio, que já salvaram um grande número de vidas.

Mas deve vir muito rapidamente, porque em apenas 4,5 minutos ocorre a hipóxia tecidual, o cérebro humano muda irreversivelmente e para de funcionar.

Portanto, os cilindros de oxigênio são a categoria mais importante de equipamentos médicos

Em muitas doenças, assim como durante alguns procedimentos médicos e terapias, é necessário fornecer ao paciente uma fonte de oxigênio que garanta seu fluxo constante.

Este é o principal equipamento de todos ambulância, hospitais e instituições médicas.

No entanto, esses cilindros são usados ​​não apenas na medicina, mas também são um equipamento importante para alpinistas e mergulhadores que não seriam capazes de praticar seus esportes apaixonados sem oxigênio adicional.

Tipos de cilindros de oxigênio

Os cilindros de oxigênio são feitos de materiais duráveis ​​e práticos, adequados para esta aplicação específica.

Além disso, os fabricantes garantem que os dispositivos sejam fáceis de usar e que sua operação não seja um problema.

Existem dois tipos principais de cilindros de oxigênio no mercado

O primeiro é feito de alumínio, o segundo é feito de aço.

Os cilindros de oxigênio também vêm em tamanhos diferentes – de um litro a várias dezenas de litros.

Antes de comprar, você deve dar uma olhada em seus parâmetros e pensar em qual equipamento é mais adequado para você neste ou naquele caso.

  • Cilindros de alumínio

Ele pode ser usado não apenas para fins de resgate.

Eles podem ser muito úteis para atletas envolvidos em esportes profissionais, por exemplo, mergulho.

O cilindro de alumínio também é ideal para expedições de escalada, pois é muito fácil de usar mesmo em condições adversas no alto das montanhas.

  • Cilindros de aço

Este é um equipamento indispensável para hospitais e ambulâncias.

Ao ajudar um paciente em uma instalação médica ou com dificuldade para respirar no local de um acidente, o oxigênio deve ser fornecido rapidamente.

Um tanque de oxigênio de aço durável, bem construído e fácil de usar torna-se o primeiro socorro em tal situação.

O oxigênio deve ser injetado na quantidade certa, o que é possível graças a um redutor especial acoplado ao equipamento.

Como funciona um tanque de oxigênio?

O design do cilindro de gás permite que o gás seja depositado nele de forma liquefeita (a uma pressão de 150, 200 ou 300 bar) e volátil, mas altamente concentrada.

O oxigênio medicinal está contido no chamado primeiro grupo de cilindros de gás.

Isso significa que ele permanece em estado gasoso, mas é comprimido porque a pressão dentro do cilindro é muito maior que a atmosférica.

Como regra, os cilindros contendo vários gases têm uma determinada cor – no caso do oxigênio medicinal, o cilindro é completamente branco ou azul (ao contrário do oxigênio técnico, que está contido em um cilindro azul com uma tigela branca).

Os cilindros podem ser preenchidos muitas vezes, mas vale a pena prestar atenção especial ao fato de que apenas oxigênio médico deve ser usado para respirar.

É absolutamente impossível enchê-los com oxigênio técnico (gases não medicinais podem ser contaminados e representar uma fonte de infecção)!

Esses equipamentos devem ser mantidos longe do fogo, baterias e dispositivos de aquecimento.

A partir do momento em que o cilindro é enchido, o oxigênio é adequado para uso por um ano, depois deve ser liberado e o recipiente é preenchido novamente.

Acessórios para cilindros de oxigênio

Para fornecer oxigênio ao trato respiratório do paciente, é necessário um regulador – um redutor de pressão especial que proporciona uma expansão controlada e segura do gás e regula sua dose.

O umidificador para cilindro de oxigênio evita o desconforto associado ao ressecamento da mucosa nasal.

Se a oxigenoterapia continuar após o hospital e em casa, por um período maior, também vale a pena ter uma bolsa ou carrinho para transporte conveniente do balão.

Você também pode comprar um estojo especial que o protegerá de danos.

No caso de eventos médicos de massa, quando várias pessoas ficaram feridas, a solução ideal é um distribuidor de oxigênio.

Este dispositivo permite fornecer oxigênio a 4 pessoas ao mesmo tempo, o que permite prestar assistência imediata e aumentar a eficácia das ações realizadas.

Qual tanque de oxigênio devo escolher?

Cilindros de aço são geralmente menores e mais leves, por isso são frequentemente usados, por exemplo, em veículos de emergência, onde a velocidade e a eficiência são mais importantes.

O alumínio é um pouco mais pesado, maior e mais maciço, por isso são usados ​​principalmente em ambientes estacionários, hospitais e consultórios médicos.

Cilindros de oxigênio também estão disponíveis em várias capacidades.

Dependendo de suas necessidades, você pode escolher um pequeno cilindro portátil com capacidade de 1 litro ou 2 litros.

As unidades estacionárias médias e grandes – para 5 litros e 10 litros – são ideais para aqueles locais onde não precisam ser movidas (por exemplo, em um hospital).

Normalmente, um cilindro de 10 litros cheio a uma pressão de 200 bar fornece 2000 litros de oxigênio medicinal e dura 130 minutos de uso a uma vazão média de 15 litros/min.

Cada cilindro de oxigênio deve ter tolerâncias especiais e certificados que confirmem sua qualidade e segurança de uso.

É por isso que vale a pena comprar esses equipamentos apenas em lojas confiáveis.

Leia também:

Emergency Live Even More ... Live: Baixe o novo aplicativo gratuito do seu jornal para iOS e Android

Redutor de Oxigênio: Princípio de Operação, Aplicação

Ambu Bag, Salvação para Pacientes com Falta de Respiração

Oxigênio Suplementar: Cilindros e Suportes de Ventilação nos EUA

Redutor de Oxigênio: Princípio de Operação, Aplicação

Avaliação Básica das Vias Aéreas: Uma Visão Geral

Gestão das vias aéreas após um acidente rodoviário: uma visão geral

Intubação traqueal: quando, como e por que criar uma via aérea artificial para o paciente

O que é taquipneia transitória do recém-nascido ou síndrome do pulmão úmido neonatal?

Pneumotórax traumático: sintomas, diagnóstico e tratamento

Diagnóstico de Pneumotórax Tensional em Campo: Sucção ou Sopro?

Pneumotórax e Pneumomediastino: Resgatando o Paciente com Barotrauma Pulmonar

Regra ABC, ABCD e ABCDE em medicina de emergência: o que o socorrista deve fazer

Fratura de múltiplas costelas, tórax instável (Volet de costela) e pneumotórax: uma visão geral

Hemorragia Interna: Definição, Causas, Sintomas, Diagnóstico, Gravidade, Tratamento

Diferença entre balão AMBU e emergência de bola respiratória: vantagens e desvantagens de dois dispositivos essenciais

Avaliação da ventilação, respiração e oxigenação (respiração)

Terapia Oxigênio-Ozônio: Para quais patologias é indicada?

Diferença entre ventilação mecânica e oxigenoterapia

Oxigênio hiperbárico no processo de cicatrização de feridas

Trombose venosa: dos sintomas às novas drogas

Acesso intravenoso pré-hospitalar e ressuscitação com fluidos na sepse grave: um estudo de coorte observacional

O que é canulação intravenosa (IV)? As 15 etapas do procedimento

Cânula nasal para oxigenoterapia: o que é, como é feito, quando usá-lo

Sonda nasal para oxigenoterapia: o que é, como é feito, quando usá-lo

Fonte:

Medika

você pode gostar também