Como a interrupção da tecnologia está mudando o futuro da saúde

A interrupção tecnológica está transformando todos os aspectos da assistência médica: de como os pacientes são diagnosticados e como são tratados. Tecnologias de ponta como Inteligência Artificial, Internet das Coisas ou impressão 3D não são mais uma fantasia de ficção científica. Eles entrarão no mercado de assistência médica mais cedo do que pensamos.

No 2016, o mercado global de saúde digital foi no valor de US $ 179.6 bilhões. No 2025, está previsto um faturamento de até US $ 536.6 bilhões. O rápido crescimento na próxima década trará uma mudança que pode salvar muitas vidas. Mas com novos desenvolvimentos também surgem novos desafios e os pesquisadores precisarão enfrentá-los em breve.

Melhor diagnóstico com IA

A inteligência artificial (IA) pode resolver o problema de erros de diagnóstico e tornar os fluxos de trabalho do hospital mais eficientes. Por exemplo, os pesquisadores lançaram recentemente um programa de IA que interpreta de forma confiável as mamografias. Ele pode diagnosticar um paciente 30 vezes mais rápido que um médico humano, com precisão de 99%. Para comparação, atualmente metade das mamografias produz resultados falsos. A IA pode aumentar a precisão do 50 para perto do 100 por cento e fazê-lo mais rapidamente do que um ser humano.

Além disso, a IA pode ajudar os médicos a acessar o conhecimento médico. Um algoritmo pode memorizar todo o conhecimento médico existente e fornecer aos médicos informações relevantes para o seu caso, associando o banco de dados aos registros de saúde de um paciente.

O emprego da IA ​​na medicina não só acelera os processos, mas também reduz os custos e diminui a carga de instalações médicas insuficientes.

Alertas em tempo real graças à IoT

A Internet das Coisas (IoT) está em nossas casas, bolsos e carros há um tempo. Mas com as tecnologias médicas mais avançadas, agora estamos sendo apresentados a um novo conceito - Internet das Coisas Médicas.

Para que exatamente é usada a Internet das Coisas Médicas? Pode ser útil para administração automática ou semi-automática de medicamentos, especialmente para pacientes idosos. Os dispositivos portáteis de diagnóstico também podem ajudar a rastrear os sinais vitais e o desempenho do coração. Juntamente com uma IA avançada, os dispositivos IoT podem analisar adicionalmente os testes e enviar relatórios ao consultório médico. Em situações de emergência, dispositivos como marca-passos de alta tecnologia enviarão alertas ao hospital e obterão ajuda no caminho.

Atendimento de emergência digital

DESFIBRILADOR DE MONITOR DE ECGNão apenas os telefones estão diminuindo, como também os dispositivos médicos. Máquinas de imaginação mais portáteis fornecerão aos médicos de emergência melhores informações no local e a caminho do hospital. As máquinas de ultrassom no ponto de atendimento podem identificar lesões, como sangramento no abdômen, cálculos biliares, obstruções renais ou insuficiência cardíaca aguda.

Novas oportunidades para telemedicina também facilitarão a consulta de especialistas em todo o mundo. Estamos prestes a ver mais e mais salas de tratamento de emergência equipadas com câmeras e internet de alta velocidade. Isso é especialmente importante para instalações rurais que não têm acesso a um médico especialista.

Cirurgias de Realidade Aumentada

Google-ambulância-vidro-cirurgiaA Realidade Aumentada pode ser usada para muito mais do que fazer jogos como PokemonGo. A AR pode fornecer informações em tempo real do paciente aos cirurgiões durante procedimentos simples e complexos.

Os cirurgiões poderão inserir os dados de ressonância magnética e tomografia computadorizada de um paciente em um fone de ouvido RA e sobrepor a anatomia específica do paciente em cima do corpo antes de realmente entrar em cirurgia. Pela primeira vez na história, será possível visualizar com precisão ossos, músculos e órgãos internos sem precisar abrir um corpo.

E a segurança?

Modelo impresso 3D de um coração de criançaTodas essas novas tecnologias prometem melhores fluxos de trabalho, maior eficiência e mais vidas salvas a longo prazo. Mas antes de chegarmos lá, existem alguns sérios desafios para a assistência médica de alta tecnologia.

O maior obstáculo é a segurança cibernética. Isso é especialmente importante no caso de dispositivos médicos de IoT. Os dispositivos conectados têm uma má reputação de segurança e por boas razões. Os fabricantes geralmente usam sistemas operacionais desatualizados e ignoram os testes de segurança, colocando os usuários em risco de ataques cibernéticos.

Em um chocante experimento 2018, um par de pesquisadores de segurança desativou remotamente uma bomba de insulina implantável e assumiu o controle total de um sistema de marcapasso. Em outro experimento, um iStan humano simulado foi torturado e morto com o marcapasso conectado. Essas simulações mostram que vulnerabilidades de segurança em dispositivos médicos podem ser letais para os pacientes.

Os dispositivos IoT usados ​​exclusivamente em casa podem ser criptografado com uma VPN instalado diretamente no roteador Wi-Fi. A VPN, ou rede virtual privada, criptografa o tráfego da Internet e impede que terceiros acessem o fluxo de dados de e para um dispositivo. Infelizmente, essa estratégia não funciona em dispositivos móveis como marcapassos. Quando um usuário está fora de sua rede segura, ele é propenso a invadir novamente.

O futuro da saúde

By algumas estimativas, a expectativa de vida será 4.4 anos mais alta para homens e mulheres em todo o mundo com a 2040. A assistência médica de alta tecnologia, sem dúvida, desempenhará um papel importante na conquista desse número.

Mas existe uma séria ameaça sobre os benefícios da tecnologia na medicina. Pode-se facilmente imaginar um futuro em que dispositivos médicos sejam usados ​​por criminosos cibernéticos para chantagear ou torturar pacientes. Os usuários não devem precisar de conhecimento tecnológico para proteger seus dispositivos com técnicas caseiras. As medidas de segurança precisam ser parte integrante do desenvolvimento do produto desde o primeiro dia para garantir a segurança de todos os pacientes.

ARASCA MEDICAL