Tratamento precoce de pacientes com AVC isquêmico agudo em relação ao tratamento endovascular, atualização nas diretrizes da AHA 2015

LEIA NO MEDEST118 - Novas evidências surgidas no tratamento do AVC isquêmico desde o início do 2015. Ensaios grandes e bem conduzidos demonstraram o benefício da terapia endovascular (associada à trombólise) nos desfechos clínicos primários.

MEDEST post sobre Tratamento Endovascular do AVC Isquêmico

[document url=”https://www.emergency-live.com/wp-content/uploads/2015/07/Stroke-2015-Powers-STR.0000000000000074-1.pdf” width=”600″ height=”720″]

AHA e a ASA atualizaram as Diretrizes de AVC de 2013 para o manejo precoce de pacientes com AVC isquêmico agudo em relação ao tratamento endovascular com base nessas evidências recentes.

Vamos retomar as recomendações sobre intervenções endovasculares:

  • Os pacientes elegíveis para r-tPA intravenoso devem receber r-tPA e, além disso, terapia endovascular com um stent retriever, se atenderem aos seguintes critérios (classe I; nível de evidência A). (Nova recomendação):
  1. Prestroke modificou a pontuação da escala de classificação 0 para 1
  2. AVC isquêmico agudo que recebe r-tPA intravenoso dentro de 4.5 horas após o início, de acordo com as diretrizes das sociedades médicas profissionais
  3. Oclusão causal da artéria carótida interna ou MCA proximal (M1)
  4. Idade ≥18 anos
  5. Escore NIHSS ≥6
  6. ASPECTOS de ≥6
  7. O tratamento pode ser iniciado (punção na virilha) dentro de 6 horas após o início dos sintomas
  • Para garantir o benefício, a reperfusão deve ser alcançada o mais cedo possível e dentro das 6 horas após o início do AVC (Classe I; Nível de evidência BR). (Revisado a partir da diretriz 2013); se o tratamento for iniciado além das horas 6 desde o início dos sintomas, a eficácia da terapia endovascular é incerta (Classe IIb; Nível de Evidência C). (Nova recomendação)
  • Os benefícios são incertos em pacientes cuidadosamente selecionados com AVC isquêmico agudo nos quais o tratamento
    pode ser iniciado (punção na virilha) dentro de 6 horas após o início dos sintomas e com oclusão causal da porção M2 ou M3 dos MCAs, artérias cerebrais anteriores, artérias vertebrais, artéria basilar ou artérias cerebrais posteriores. (Classe IIb; Nível de evidência C). (Nova recomendação)
  • Terapia endovascular com stent retrievers pode ser razoável para alguns pacientes <18 anos de idade com acidente vascular cerebral isquêmico agudo que demonstraram oclusão de grandes vasos nos quais o tratamento pode ser iniciado (punção na virilha) dentro de 6 horas do início dos sintomas, mas os benefícios não são estabelecidos nessa faixa etária (classe IIb; nível de evidência C). (Nova recomendação)

LEIA TODOS OS ARTIGOS MEDEST118

LEIA MAIS SOBRE STROKE AHA JOURNALS

Comentários estão fechados.