COVID-19 na Indonésia, a associação de médicos: terminando o ensaio da vacina contra o coronavírus

COVID-19 na Indonésia, os médicos pedem que seu sistema de saúde continue e conclua a terceira fase de testes do medicamento que Jacarta comprou da China.

A Indonésia comprou a vacina da Sinovac Biotech, mas ela só foi testada por cerca de 1000 voluntários.

O objetivo, dizem os médicos, é concluir a terceira fase e iniciar um programa nacional de vacinação contra o coronavírus.

COVID-19, para a Indonésia o modelo deve ser o Brasil

O modelo, acrescentam, deve ser o Brasil, onde os voluntários são 15 mil.

Ou Turquia, Chile e Bangladesh, também compradores da mesma droga.

“Pelo menos 9 mil voluntários foram vacinados no Brasil”, diz o comunicado da Saúde, “mas o resultado final da terceira fase clínica só será alcançado após a vacinação de 15 mil sujeitos.

PT Bio Farma, a empresa parceira indonésia de Sinovac, disse que 1,074 de 1,620 voluntários foram vacinados até agora.

Destes, 671 realizaram testes diagnósticos com resultados positivos, sem registrar efeitos colaterais.

Esses dados foram confirmados por Vensya Sihotang, diretora do Gabinete de Vigilância e Quarentena do Ministério da Saúde.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a Indonésia é o país do Sudeste Asiático mais afetado pela pandemia, seguida pelas Filipinas. Os casos locais de contágio são mais de 373,000; 12,857 pessoas morreram.

Leia também:

COVID-19 na Indonésia: muitos membros do governo foram infectados

Leia o artigo italiano

Fonte:

Notícias da Ásia

ARASCA MEDICAL

Comentários estão fechados.