Luta global contra doenças tropicais: US$ 777 milhões prometidos na COP28

Compromisso financeiro significativo para enfrentar os desafios de saúde relacionados com o clima

Mobilização de fundos na COP28

Durante a COP28 das Nações Unidas cimeira realizada em Testamento do, Emirados Árabes Unidos e várias organizações de caridade anunciou um financiamento total de 777 milhões de dólares para a erradicação de doenças tropicais negligenciadas deverá aumentar com o aquecimento global. Estas doenças, incluindo a oncocercose e a doença do sono, endémica de África, propagam-se através de vermes e moscas parasitas e são susceptíveis de proliferar num mundo mais quente. Este financiamento visa combater o agravamento destas condições e fornecer soluções de tratamento e prevenção mais eficazes.

Riscos para a saúde relacionados com o clima

Doenças tropicais não são a única preocupação em relação mudança climática. Outros riscos para a saúde associados ao clima, como subnutrição, malária, diarréia e estresse por calor, deverão piorar com o aumento das temperaturas globais. Estas questões são particularmente graves em países em desenvolvimento, onde os riscos para a saúde relacionados com o clima são extremamente elevados. O Banco Mundial iniciou um programa para explorar possíveis medidas de apoio à saúde pública nestes países, sublinhando a urgência de uma intervenção coordenada e global para mitigar o impacto das alterações climáticas na saúde humana.

Compromisso e Cooperação Internacional

Sobre 120 países assinaram uma declaração na COP28, reconhecendo a sua responsabilidade em manter as pessoas seguras num mundo em aquecimento. Este compromisso internacional reflecte uma consciência crescente da necessidade de abordar não só as causas das alterações climáticas, mas também os seus impactos na saúde humana. O acordo representa um passo significativo rumo a uma ação global mais decisiva para combater os riscos para a saúde decorrentes das alterações climáticas. A cooperação internacional nesta área é crucial para garantir que os recursos e o conhecimento sejam efetivamente partilhados para proteger as comunidades mais vulneráveis.

Desafios e Perspectivas Futuras

Apesar do generoso financiamento prometido, a luta contra a negligência doenças tropicais e outros riscos para a saúde relacionados com o clima continua a ser uma tarefa difícil. Muitas destas questões requerem uma abordagem holística que vai além do mero financiamento. O reforço dos sistemas de saúde, a melhoria do acesso aos cuidados médicos e a educação e formação da população local são aspectos críticos a considerar. Adicionalmente, adaptação às mudanças climáticas e estratégias de mitigação devem ser integrados nos planos de desenvolvimento nacionais e regionais. A jornada rumo a um futuro mais saudável requer uma visão de longo prazo, um compromisso constante e uma colaboração entre governos, organizações internacionais, o sector privado e a sociedade civil.

fonte

Reuters

você pode gostar também