Bombeiros de São Paulo recebem primeira viatura equipada para casos de ebola

0

O Corpo de Bombeiros apresentou nesta segunda-feira, em São Paulo, uma maca especial para o transporte de pacientes com Ebola. O equipamento possui um revestimento que evita o contato com secreções expelidas pelo contaminado. O ar também passa por um filtro antes de sair desse recinto.

Apesar do aumento da preocupação mundial com a epidemia da doença, o governo brasileiro descartou qualquer suspeita de casos de ebola no Brasil. Porém, reforçou os procedimentos em portos e aeroportos para a identificação de casos suspeitos e ativou um centro de operações de emergência para monitorar as informações sobre a doença.

Em São Paulo, caso haja algum infectado, a corporação ficará responsável pela remoção dos pacientes para o Hospital Emílio Ribas, referência no Estado para atendimento da doença. Esse transporte será feito de aeronave, direto do Centro de Logística, que fica no bairro Glicério, na Capital.

“Fizemos um treinamento com médicos da Secretaria de Estado da Saúde. Essa é uma medida de precaução para caso houver algum caso nesse sentido”, disse o capitão do Corpo de Bombeiros, Marcos Palumbo.

Serão no total duas macas para o atendimento em todo o Estado. A primeira está na corporação desde a Copa do Mundo para contenção de ocorrências biológicas. Porém, com a epidemia de Ebola no oeste da África, uma outra foi adquirida.

O segundo equipamento aguarda a liberação no Aeroporto de Viracopos, em Campinas. As macas vieram da República Tcheca e custaram R$ 150 mil cada uma.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.