Polí­cia Civil de São Paulo ganha 107 novos papiloscopistas

0

A Polícia Civil do Estado de São Paulo formou semana passada 107 papiloscopistas, responsáveis pelo processo de identificação por meio de impressões digitais. Os novos policiais reforçarão o efetivo do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt, na região central da Capital.

O concurso que selecionou os papiloscopistas recebeu 77.628 inscrições. Os profissionais – 81 homens e 26 mulheres – passaram por um curso de formação na Academia de Polícia Civil “Dr. Coriolano Nogueira Cobra”, que teve duração de quatro meses, incluindo um mês de estágio probatório.

Ao longo das aulas práticas e teóricas, os policiais tiveram disciplinas de armamento e tiro, noções de documentoscopia, identificação veicular, direitos humanos, inteligência policial, socorros de urgência, polícia comunitária, entre outras. Os papiloscopistas também passaram por 40 horas de palestras.

“Este é o maior investimento no reforço do efetivo na história da polícia de São Paulo”, disse o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira. Desde 2011, o Governo do Estado contratou cerca de 14 mil policiais, entre civis, militares e técnico-científicos. Somente neste ano, o efetivo das polícias foi reforçado por quase 2 mil novos contratados, com 1.190 policiais militares, 224 técnico-científicos e 526 civis, incluindo esta turma de papiloscopistas. (Fonte: SSP)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.