P-EWS: Sistemas participativos de alerta precoce - apoiar iniciativas de cidadãos

Das Alterações Climáticas coloca muitas dificuldades na frente de pessoas e estruturas. Esse é um problema que aumenta seu perigo dia a dia. Uma demonstração disso é o aumento de desastres naturais.

Sistemas de alerta precoce são um grande potencial neste sentido para melhorar as instituições e gestores de emergência para tomar decisões com antecedência antes que um desastre coloque uma região ou estado inteiro de joelhos. As comunidades arriscam suas vidas por isso e o importante é espalhar o alerta muito antes do risco.

De qualquer forma, há uma lacuna em tudo isso: a prática e a pesquisa ainda carecem de estudos que investiguem como os cidadãos podem se envolver na ciência cidadã para apoiar os sistemas de alerta precoce. Até agora, os esforços têm se concentrado no desenvolvimento de sistemas, metodologias e abordagens, em vez de compreender as necessidades dos cidadãos ou maneiras de envolvê-los melhor.

O objetivo é determinar os elementos de como a ciência cidadã e os sistemas participativos de alerta precoce podem ser superados por meio da realização de um mapeamento para avaliar a ciência cidadã e a gestão de desastres para estabelecer sistemas de alerta precoce.

O artigo chega do Brasil e foi editado por seis membros qualificados de muitos Centros Nacionais de sistemas de monitoramento da natureza na América do Sul como segue:

Victor Marchezini - Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, São José dos Campos, Brasil e Programa de Pós-Graduação em Cincia do Sistema Terrestre, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, Brasil

Flávio Eduardo Aoki Horita - Centro de Matemática e Cognição, Universidade Federal do ABC, São Paulo, Brasil

Patricia Mie Matsuo - Programa de Pós-Graduação Interunidades em Ensino de Ciências, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil

Rachel Trajber - Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, São José dos Campos, Brasil,

Miguel Angel Trejo-Rangel - Programa de Pós-Graduação em Cincia do Sistema Terrestre, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, Brasil

Débora Olivato - Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, São José dos Campos, Brasil

FONTE

Comentários estão fechados.