XXI Congresso Nacional do SIS118: Inovação e Reformas

Insights do XXI Congresso Nacional do SIS118 em Casamassima, Itália

O XXI edição do Congresso Nacional da Sociedade Italiana de Serviços Médicos de Emergência (SIS118) concluído em Casamassima (Bari), em colaboração com o Universidade Livre Giuseppe Degennaro (LUM), realizada a partir de 29 a 31 de maio.

Os temas abordados

Numerosos tópicos científicos, desafios gerenciais e aspectos gerenciais foram abordados durante os três dias por palestrantes renomados, italianos e estrangeiros: de patologias agudas dependentes do tempo a redes clínicas em medicina de emergência, de graves desafios operacionais no campo, tanto territoriais quanto hospitalares, até o múltiplas necessidades prementes que tornam indispensável e urgente a reforma legislativa nacional do Sistema de Emergência Territorial 118; de examinar as novas possibilidades de enquadramento económico, e aqueles valorização, do setor de medicina de emergência à inovação tecnológica que impõe a realização de um Sistema de Emergência Territorial 118 “conectado” em tempo real, através dos mais modernos auxílios proporcionados pelas novas tecnologias de telemedicina, com cenários de maior complexidade gerencial; desde as mais modernas fronteiras de excelência na formação e formação de operadores, possíveis com as novas tecnologias de simulação, até às possibilidades de apoio aos momentos avaliativos, diagnósticos e terapêuticos, através do uso da inteligência artificial; desde a formação permanente da sociedade civil, e em particular da população escolar nacional em manobras de salvamento, à investigação científica e experimentação de novos métodos de resgate, visando a redução mais significativa do “intervalo livre de terapia” sempre que haja um perigo iminente de perda de vida, tendo a indústria aeroespacial como ferramenta eficaz de cardioproteção comunitária e apoio aéreo para reanimação avançada de pacientes críticos (projeto experimental SEUAM do SIS118 – Mobilidade Aérea Urbana de Emergência Sanitária).

Palavras de Mário Balzanelli

Mario balzanelli, recém-reeleito presidente nacional do SIS118 para o quarto mandato 2024-2026, manifestou extrema satisfação: “A nova era de reformas na saúde vê-se, hoje mais do que nunca, com um carácter de evidência que pode ser definido – com base em dados objectivos – esmagadoramente, o Sistema de Emergência Territorial 118 como o “guardião dependente do tempo da vida da população italiana”, porque entra, através de todos os seus operadores, médicos, enfermeiros, motoristas-socorristas, nas casas dos cidadãos, apressa-se, não sem riscos e perigos para a sua segurança pessoal, sai às ruas, intervém com competência em qualquer ambiente, mesmo o mais hostil, e – de facto – salva vidas, salva inúmeras vidas humanas, todos os dias, todos os meses, todos os anos. Esta é a força objetiva, única, determinante, primária e insubstituível do “Sistema 118”.

Na conclusão do congresso, o SIS118 insta veementemente o governo, depois de quase 7 anos de solicitações contínuas motivadas e mais do que documentadas, todos sistematicamente inéditos, para valorizar o Sistema 118, e portanto valorizar os seus operadores, fortalecendo-o nas diversas articulações e componentes operacionais que – em conjunto – servem, com grande dedicação, o Estado e a comunidade. O SIS118 exorta o governo, com força, a não virar sempre para o outro lado, a distinguir-se de todos os governos que o precederam durante cerca de vinte anos, permitindo, por uma indiferença irresponsavelmente total e teimosa, bem como em alguns casos, com o assunção de decisões tecnicamente absurdas e temerárias, ao contrário do que é devido em termos de acerto e competência institucional, bem como ignorar o que é amplamente merecido pelos operadores, se fossem tidas em conta as imponentes evidências tangíveis dos resultados (COVID-19 ensina ), a evolução progressiva de um processo de abandono, senão de verdadeira “destruição” que há alguns anos, por exemplo, vem literalmente afastando do Sistema todos os médicos em massa, em todos os territórios regionais, e reduzindo gradativamente também os enfermeiros , piorando, no final, e certamente não melhorando, na pele dos cidadãos, a qualidade e a excelência dos resgates, aos quais eles têm plenos e sagrados direitos.

“Agradeço sinceramente – conclui Balzanelli – ao Universidade Livre do Mediterrâneo “Giuseppe Degennaro” de Casamassima, e em especial o Prof. Francisco Albergo, Diretor Operacional da mesma, pelo apoio autorizado e pela extraordinária, virtuosa e intensa colaboração, certamente portadora de futuras iniciativas nacionais adicionais e importantes, bem como à Direção Estratégica da Empresa ASL de Pescara, e ao Dr. Aurélio Soldano, Diretor do Serviço de Emergência da província de Pescara, por ter assinado com o SIS 118, precisamente durante os dias do congresso, um acordo para os percursos formativos – permanentes e recorrentes, sobre o tema da medicina de emergência para todos os seus operadores.”

Fontes

  • Comunicado de imprensa do SIS118
você pode gostar também