O HSE recusa a negociação com o sindicato da PNA. O Serviço Nacional de Ambulância da Irlanda iniciou uma greve em meados de dezembro

IRLANDA - Ambulância as tripulações declararam greve neste mês, após uma disputa sobre a filiação sindical. De acordo com a Associação de Enfermeiros Psiquiátricos (PNA), seus membros do pessoal da ambulância - incluindo paramédicos, paramédicos avançados e técnicos de emergência médica - que realizarão uma greve nacional de um dia na quarta-feira, 19 de dezembro.

Alega-se que o Executivo do Serviço de Saúde se recusa a negociar com o sindicato para representar seu ramo de ambulâncias, ou a fazer descontos na folha de pagamento das assinaturas sindicais para eles. Esse fenômeno não é o único, pois acredita-se que possa envolver outros ramos da saúde e setores industriais.

Cerca de 500 associados que aderiram à Associação Nacional de Representantes do Serviço de Ambulâncias em 2010 são representados pela PNA, enquanto outros 1,300 trabalhadores do serviço de ambulâncias são representados pela Siptu. Esses últimos não estão envolvidos na greve.

Pete Hughes, secretário-geral do PNS, garantiu que esta greve é ​​o símbolo de uma grave escalada de disputa provocada pelo HSE e que o sindicato várias vezes pediu para resolver. O pessoal da ambulância tem a única maneira de demonstrar a decepção e é impressionante.

a presidente nacional do ramo de PNA (NASRA), Sinead McGrath, afirma que foi “ultrajante” para o HSE continuar a tentar forçar os membros do pessoal das ambulâncias do PNA a aderir a outro sindicato do qual deixaram claro que não querem ser membros. Tendo como pano de fundo os muitos desafios que os serviços de saúde irlandeses enfrentam neste inverno, o público, e mesmo os políticos, deveriam estar extremamente preocupados com o fato de o HSE estar forçando essa disputa desnecessária sobre o pessoal das ambulâncias.

E ele também disse: “O HSE, ao se recusar a permitir que o pessoal da ambulância seja representado pelo PNA, deve estar ciente de que está comprometendo a operação do serviço de ambulância, que depende fortemente de nossos membros para realizar turnos adicionais.

 

A greve começará no 7am na quarta-feira, dezembro do 19, e continuará até o 5pm naquele dia.

Comentários estão fechados.