Incêndio escolar na Malásia - 7 suspeito preso entre os anos 11 e 19

ATUALIZAÇÃO - Após o incêndio na escola religiosa islâmica, que matou os alunos da 21 e os guardas da 2, os suspeitos da 7 foram presos. Todos eles mais jovens que o 19.

Os suspeitos foram presos pela Polícia Real da Malásia e têm idades entre 11 e 18. Eles eram “abandono escolar e evasão escolar”, afirmou o chefe de polícia de Kuala Lumpur, Datuk Amar Singh Ishar Singh.

Testemunhas disseram que foram despertadas pelo choro de crianças. As crianças ficaram presas dentro da escola e tentaram abrir grades de janelas sem sucesso.
Outro fato é que o prédio deveria ter sido fechado naquele momento, disseram as autoridades.
No entanto, a investigação sobre a causa do incêndio continua.

MALÁSIA (Kuala Lumpur) - Um incêndio explodiu em uma escola de Kuala Lumpur na manhã de quinta-feira 14 / 09, matando estudantes do 23.

Quando os socorristas e os bombeiros chegaram, quase todo o edifício estava em chamas. Os estudantes tentaram abrir as grades das janelas, mas não conseguiram sair, disseram testemunhas oculares. Dois adultos também morreram no incêndio.

No Hospital Geral de Kuala Lumpur, o Dr. S Subramaniam disse que a identificação das vítimas ainda pode levar dias. Todas as vítimas tinham idades entre 13 e 17.
Os investigadores estão examinando se um curto-circuito elétrico poderia ter causado o incêndio. No entanto, o vice-inspetor geral da polícia Noor Rashid Ibraham afirmou que ainda não havia uma conclusão.
No momento, as vítimas são 25.
Fonte: CNN