Explosão em uma fábrica de produtos químicos na província de Zhejiang, leste da China

Uma explosão sacudiu uma fábrica de produtos químicos na província chinesa de Zhejiang, informou a mídia estatal na segunda-feira, apesar de não haver relatos imediatos de vítimas em um país no limite depois que as explosões mataram mais de pessoas da 160 no mês passado.

A explosão provocou um incêndio e uma fumaça espessa da fábrica na cidade de Lishui, pouco antes da meia-noite, informou a rádio estatal em seu microblog oficial Weibo.

Bombeiros estavam em cena e não houve relatos imediatos de vítimas.

Explosões em fábricas de produtos químicos são relativamente comuns na China. Pelo menos cinco pessoas morreram em uma explosão em uma na província de Shandong na semana passada.

Em agosto de 12, explosões em um armazém que armazenava substâncias químicas perigosas devastaram um parque industrial na cidade portuária de Tianjin, matando mais de pessoas da 160.

O prefeito de Tianjin, Huang Xingguo, disse que a cidade intensificaria o controle de empresas de produtos químicos perigosos, de acordo com relatos da mídia na segunda-feira.

Revendo as novas regras do setor em uma reunião de fim de semana, Huang disse que seria dada prioridade a padrões rígidos no negócio de produtos químicos perigosos para "proteger melhor a vida e a propriedade das pessoas", informou a revista Caixin.

O mais recente incidente em Lishui provavelmente suscitará mais perguntas sobre os padrões de segurança na China, onde os acidentes industriais são muito comuns após três décadas de rápido crescimento econômico. Uma explosão em uma fábrica de autopeças matou pessoas da 75 há um ano.

(Reportagem de Ben Blanchard e Dominique Patton) Robert Birsel)