#ORANGETHEWORLD - Dia internacional pela eliminação da violência contra mulheres e meninas

Novembro, 25 - Violência contra mulheres e meninas em uma praga global. Uma em cada três mulheres em todo o mundo sofreu violência psicológica, sexual e corporal, geralmente por alguém em quem costuma confiar e amar. Entre as mulheres em todo o mundo que foram vítimas de homicídio no 2012, quase a metade foi morta por parceiros íntimos ou familiares. A violência contra as mulheres também causa problemas econômicos, como falta de renda, medicamentos e custos emocionais. Acima de tudo, destrói vidas.

Lançado em 2008, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon UNiTE para acabar com a violência contra as mulheres a campanha é uma esforço plurianual destinado a prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas em todo o mundo.

Unir exorta os governos, a sociedade civil, as organizações de mulheres, os jovens, o setor privado, a mídia e todo o sistema da ONU a unirem forças para enfrentar a pandemia global de violência contra mulheres e meninas.

A campanha baseia-se nas estruturas legais e políticas internacionais existentes e trabalha para sinergizar os esforços de todos os escritórios e agências da ONU que trabalham para acabar com a violência contra as mulheres. Estabelece cinco resultados principais a serem alcançados em todos os países pela 2015:

  • Adoção e aplicação de leis nacionais para tratar e punir todas as formas de violência contra mulheres e meninas, em conformidade com os padrões internacionais de direitos humanos.
  • Adoção e implementação de planos de ação nacionais multissetoriais que enfatizem a prevenção e tenham recursos adequados.
  • Estabelecimento de sistemas de coleta e análise de dados sobre a prevalência de várias formas de violência contra mulheres e meninas.
  • Estabelecimento de campanhas nacionais e / ou locais e o envolvimento de diversos atores da sociedade civil na prevenção da violência e no apoio a mulheres e meninas que foram vítimas de abuso.
  • Esforços sistemáticos para lidar com a violência sexual em situações de conflito e para proteger mulheres e meninas do estupro como uma tática de guerra e a plena implementação das leis e políticas relacionadas.

Para alertas de notícias e ações, inscreva-se aqui!

“A violência contra mulheres e meninas é uma violação dos direitos humanos, uma pandemia de saúde pública e um sério obstáculo ao desenvolvimento sustentável. Impõe custos em larga escala às famílias, comunidades e economias. O mundo não pode pagar esse preço. ”

Ban Ki-moon, Secretário-Geral da ONU

Fontes: MULHERES DA ONU

Comentários estão fechados.