Covid, as vacinações começam na Nigéria, Ruanda e Quênia na África

Vacinas da Covid na África: Quênia, Nigéria e Ruanda iniciaram seus planos nacionais de vacinação da Covid-19 com soros adquiridos por meio da iniciativa Covax.

Esse termo se refere a uma ferramenta desenvolvida por atores públicos e privados, incluindo a Organização Mundial da Saúde (OMS), para garantir o acesso às vacinas contra o novo coronavírus mesmo em países menos ricos.

Vacinas da Covid na África: começando na Nigéria, Quênia e Ruanda

A Nigéria, país mais populoso do continente com quase 200 milhões de habitantes, recebeu 3.9 milhões de doses da vacina desenvolvida pela multinacional anglo-sueca AstraZeneca com a Universidade de Oxford.

A primeira dose da droga foi injetada em um médico que há meses está na vanguarda do tratamento do vírus em um hospital da capital Abuja.

Amanhã, o presidente Muhammadu Buhari e o vice-presidente Yemi Osinbajo receberão o soro.

No sábado, será a vez dos governadores dos estados da Federação.

O jornal Nacional informa que a prioridade será dada aos profissionais de saúde, idosos e pessoas vulneráveis.

No Quênia, a primeira pessoa a ser vacinada foi o ministro da Saúde, Patrick Amoth.

Nairóbi recebeu pouco mais de um milhão de doses do produto da AstraZeneca por meio da Covax nos últimos dias e pretende imunizar primeiro os profissionais de saúde, depois policiais, professores e pessoas com comorbidades.

Ruanda do presidente Paul Kagame, que nas últimas semanas havia denunciado o 'nacionalismo vacinal' demonstrado por países de alta renda, recebeu 240,000 doses da vacina AstraZeneca por meio da Covax, seguidas por 102,000 doses do medicamento desenvolvido pela empresa norte-americana Pfizer e pela alemã Biontech.

A primeira dose foi inoculada no ministro da Saúde, Daniel Ngamije.

Idosos, profissionais de saúde e pessoas com problemas de saúde o seguirão nos próximos dias, relata o The New Times.

Leia também:

Covid In Africa, do Senegal “Um gesto de solidariedade africana” Para Gâmbia e Guiné-Bissau: 20,000 doses doadas

África, Tedros Ghebreyesus (Diretor da OMS): 'Quênia e Ruanda como modelos contra a Covid'

Fonte:

Agenzia Dire

você pode gostar também