Covid-19, a polícia de El Salvador usa a "força letal" contra gangues criminosas

Segundo o presidente de El Salvador, Bukele, os grupos criminosos estão aproveitando a pandemia do COVID-19 para matar: mais de 50 assassinatos no fim de semana. A "força letal" da Polícia foi autorizada.

COVID-19 em El Salvador: as prisões do país estão fervendo

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, ordenou o estado de emergência nas prisões do país e autorizou “o uso da força letal” pela polícia após um aumento na violência nas ruas. Mais de 50 assassinatos foram registrados durante o fim de semana. O presidente atribuiu a responsabilidade por isso aos grupos criminosos de El Salvador, as chamadas “maras”. Ele os acusou de tirar proveito da pandemia do Covid-19 e do esforço das agências policiais para contê-la.

El Salvador e o estado de emergência: COVID-19 e criminalidade

Sábado foi declarado o estado de emergência. Envolve, entre outras medidas, o isolamento dos líderes das quadrilhas criminosas e o confinamento forçado na prisão ao longo do dia. A medida também possibilita colocar representantes das duas organizações rivais mais perigosas do país, conhecidas como Marasalvatrucha e Mara18, na mesma célula.

A imagem de centenas de presos amontoados nas salas comuns das prisões durante as buscas realizadas no início do decreto causou sensação no país: é, de fato, uma violação das medidas de distanciamento social em vigor para conter a propagação do Covid-19.

Bukele também divulgou uma declaração na qual alertou que "o uso da força letal está autorizado a proteger a própria vida ou a dos salvadorenhos". A ordem do presidente levantou inúmeras críticas. Os advogados constitucionais ouvidos pelo jornal local El Dia de Hoy chamaram a ordem de Bukele de "ilegal, aberrante e absurda".

LEIA O ARTIGO ITALIANO

Covid-19, El Salvador: autorizzata “forza letale” da Polizia contro le bande criminali

LER ARTIGOS RELACIONADOS

COVID-19 A interrupção de voos de suprimentos pode causar surtos de outras doenças na América Latina, declara a OMS

Universidade de Yucatan enfatiza a importância de “pensar positivo” durante a pandemia do COVID-19

Brasil diante do COVID-19, Bolsonaro contra a quarentena e infecções aumentam mais de 45,000

FONTE

www.dire.it

Comentários estão fechados.