Índia: tumulto no templo mata peregrinos do 10

Pelo menos as pessoas da 10 foram mortas em um tumulto em um festival hindu no centro da Índia, disseram autoridades locais. Barreiras de corda criadas para conter milhares de peregrinos hindus durante o parikrama da colina de Kamadgiri cederam na manhã de segunda-feira, resultando em uma debandada na qual seis mulheres foram mortas e feridas pelo 30, disse a polícia no distrito de Satna. Milhares de devotos se reuniram perto do templo para celebrar um festival chamado Somvati Amavasya. Autoridades locais disseram que ainda não está claro o que provocou a debandada.

O oficial da polícia Pawan Srivastava disse à BBC Hindi que a queda poderia ter sido provocada por um fio elétrico que quebrou e caiu sobre os peregrinos. As pessoas romperam barreiras de corda, provocando a debandada. Um alto funcionário da polícia, citado pelo jornal The Times of India, disse que algumas pessoas caíram no chão e isso provocou pânico. Festivais hindus na Índia são notórios por atropelamentos mortais.

Em outubro passado, alguns peregrinos da 91, principalmente mulheres e crianças, foram mortos em uma debandada em um festival hindu perto do templo de Ratangarh, no estado de Madhya Pradesh. Em 2011, mais de 100 morreu em um festival no estado de Kerala, no sul. Dentro do Forte Mehrangarh, em Jodhpur, mais de pessoas do 220 foram mortas no 2008 em uma debandada no templo hindu de Chamunda Devi.

Comentários estão fechados.