A Pfizer anuncia os resultados do estudo de terceira dose: 'Maiores anticorpos contra a variante Delta'

Terceira dose da vacina, Pfizer e BioNTech enviam dados ao FDA: as duas empresas anunciam que os resultados do ensaio de fase 1 também serão submetidos à Agência Europeia de Medicamentos Ema nas próximas semanas

Pfizer na terceira dose da vacina: “Um reforço adicional dentro de 6-12 meses após a segunda dose ajuda a manter um alto nível de proteção contra Covid-19 ″

A Pfizer e a BioNTech anunciaram em um comunicado que enviaram os dados iniciais de seu ensaio à Food and Drug Administration (Fda) para apoiar a avaliação da terceira dose da vacina Covid para futura autorização deste reforço em pessoas com 16 anos ou mais.

A Pfizer e a BioNTech relatam que os dados iniciais mostram um nível 'significativamente' mais alto de anticorpos neutralizantes contra o vírus Sars-CoV-2 inicial e as variantes Beta e Delta naqueles que receberam um reforço adicional, em comparação com os níveis observados após duas doses.

O comunicado de imprensa das duas empresas também afirma que os resultados do estudo de fase 1 também serão apresentados à Agência Europeia de Medicamentos (EMA) e outros órgãos reguladores nas próximas semanas.

O presidente e CEO da Pfizer, Albert Bourla, afirma: “A vacinação é nosso meio mais eficaz de prevenir a infecção por Covid-19, especialmente doenças graves e hospitalização, e seu profundo impacto na proteção da vida das pessoas é inquestionável”.

Leia também:

Covid não recua e primeiros governos começam a terceira dose de vacina

Covid nos EUA, Fauci: 'Terceira dose de vacina provável para todos'

Fonte:

Agenzia Dire

você pode gostar também