Papa Francisco para a Big Pharma: 'Empresas farmacêuticas devem liberalizar patentes de vacinas anti-Covid'

Pontífice pede às multinacionais 'Big Pharma' que “permitam que todo ser humano tenha acesso à vacina”

“Aos grandes laboratórios, que liberalizem as patentes. Faça um gesto de humanidade e permita que cada ser humano tenha acesso à vacina. ”

É assim que o Papa Francisco, no Twitter, retorna para pedir às multinacionais Big Pharma que compartilhem os 'segredos' de seus soros anti-Covid

Segundo o pontífice, é preciso acelerar a campanha de vacinação, que segue em duas velocidades: rápida no Ocidente, com muitos países que imunizaram grande parte de sua população e já começaram com a terceira dose enquanto muitos frascos permanecer nos hubs esperando para serem administrados; lento nos países mais pobres, especialmente na África, onde a grande maioria das pessoas nem mesmo recebeu a primeira dose.

E enquanto os governos tentam convencer uma minoria ferrenhamente sem vacina, as pessoas nem mesmo têm escolha, porque as doses são escassas.

Recentemente, a União Europeia e os Estados Unidos assinaram um acordo com o objetivo de imunizar 70% da população mundial até 2022.

E até o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, na cúpula de parlamentos do G20, pediu cooperação internacional. Agora, o novo apelo do Papa à 'Big Pharma'.

Leia também:

Papa Francisco doa uma ambulância para os sem-teto e os pobres

Terceira dose para o ganhador do Prêmio Nobel Giorgio Parisi: 'O medo da vacinação é irracional'

Fonte:

Agenzia Dire

você pode gostar também