Recessão devido ao COVID-19, de acordo com a ONU, estamos de volta a 2014

O Índice de Desenvolvimento Humano nos diz que a pandemia de COVID-19 trouxe uma recessão de 6 anos em todo o mundo. Além disso, a pobreza aumentou em todo o mundo. Quase 70 milhões de pessoas correm mais risco de ficar ainda mais pobres do que antes.

É Olivier De Schutter, o palestrante especial do departamento de extrema pobreza e direitos humanos da ONU. Ele afirmou a recessão do mundo por causa do COVID-19 no webinar especial intitulado 'É a pobreza
necessário no mundo para mitigar as mudanças climáticas? "

Foi organizado por ocasião do Dia do Meio Ambiente pela Convenção das Nações Unidas para Combater a Desertificação (UNCCD) - link para o site oficial no final do artigo -.

"Os países em desenvolvimento foram de longe os mais afetados nesses meses de bloqueio", destacou De Schutter. “As consequências da crise afetaram mais setores, não desde a última a educação, com o fechamento das escolas”.

Segundo o orador especial, a pandemia causou a recessão econômica mais séria do que a Grande Crise de 1930. De Shutter calculou que “Antes da pandemia, as pessoas que sofriam de extrema pobreza eram de cerca de 750 milhões. Agora, outros 70 milhões correm o risco de afundar nessa condição; em resumo, perderemos, com cerca de 4% do PIB global, muitos anos em nossa luta ”.

Recessão COVID-19 - LEIA MAIS

Desastres naturais e COVID-19 em Moçambique, a ONU e parceiros humanitários planejam aumentar o apoio

Síndrome de Kawasaki e COVID-19, pediatras no Peru discutem os primeiros casos de crianças afetadas

Recessão COVID-19 - RECURSO

Convenção das Nações Unidas para Combater a Desertificação

FONTE

www.dire.it

Comentários estão fechados.