Burkina Faso, tragédia de ambulância: mulher grávida e outras cinco pessoas mortas por uma mina terrestre

Tragédia em Burkina Faso: uma ambulância explodiu ao atingir uma mina terrestre, matando uma mulher grávida que estava sendo transportada junto com seu marido, uma menina e duas outras mulheres.

A ambulância atingiu uma mina terrestre em uma área sujeita a inúmeros ataques da guerrilha, de acordo com o governo.

Burkina Faso, ambulância destruída por uma mina terrestre

Uma mulher grávida e outras cinco morreram quando a ambulância que os transportava atingiu uma mina terrestre no norte do país.

Era um transporte médico que os levaria das cidades de Gaskindé e Namissiguia, perto da fronteira do Burkina Faso com o Mali, na terça-feira.

Nenhum grupo assumiu imediatamente a responsabilidade pela colocação das minas terrestres.

Ataques em Burkina Faso por combatentes ligados à Al Qaeda e ao Estado Islâmico aumentaram drasticamente nos últimos três anos, deslocando mais de um milhão de pessoas.

O governo declarou no mês passado sua disposição para uma mesa de paz para acabar com a insurgência de militantes islâmicos, mas esse fato nos diz que os habitantes sofrerão as consequências deste conflito por muito tempo.

Leia também:

Mali, MSF Ambulância bloqueada com violência: o paciente morre

Saúde materna e infantil, riscos relacionados à gravidez na Nigéria

Burkina Faso, uma nova casa para crianças com câncer e seus parentes

Leia o artigo italiano

Quais dispositivos médicos você precisa para uma ambulância de alta qualidade na África?

Fonte:

Sunday Times LIVE

você pode gostar também