São Paulo registra queda de 26% nas internações por Covid-19 em um mês

Plano São Paulo: no sábado, dia 24, foram reabertas academias, salões, restaurantes e bares na chamada “fase de transição” do Plano São Paulo

O Estado de São Paulo registrou no início desta semana uma redução de 26,9% no número de pessoas internadas pela COVID-19 no último mês

No domingo, havia 22,319 pacientes internados, sendo 10,556 em unidades de terapia intensiva e 11,763 na enfermaria. Em 25 de março, havia 30,549 hospitalizados, 8,230 a mais do que hoje.

A maior redução concentra-se nos pacientes em leitos clínicos: eram 17,875 há um mês.

Na UTI, foram 12,674 internados. Apesar da redução, a taxa de ocupação dos leitos de UTI, que atendem casos graves da Covid-19, ainda é de 79% na Grande São Paulo - e de 80.7% no estado.

No sábado, dia 24, academias, salões, restaurantes e bares foram reabertos na chamada “fase de transição” do Plano São Paulo

As atuais medidas restritivas devem durar até 1º de maio.

Sobre o momento atual, a Secretaria de Saúde reforça que “é fundamental que, mesmo com a redução dos índices, a população mantenha medidas de distância, uso de máscaras e higienização das mãos”.

A secretaria estadual de saúde informou que está em vigor a Fase de Transição do Plano São Paulo, adotada tendo em vista a reversão da tendência de crescimento das internações.

No entanto, a secretaria ressalta que continua sendo fundamental, mesmo com a redução das taxas, que a população mantenha as medidas de distância, uso de máscaras e higienização das mãos.

Desde o início da pandemia, o estado de São Paulo registrou 2,834,321 casos e 92,693 mortes causadas pela Covid-19.

Leia também:

No Brasil, importação e uso da vacina Sputnik V são recusados

Índia, uma crise: 300,000 casos covid em 24 horas, o exército intervém. Ventiladores pulmonares e equipamentos médicos da Itália

Fonte:

Agenzia Dire

você pode gostar também