África do Sul, Astrazeneca 'ineficaz' contra a variante sul-africana: governo bloqueia a vacinação

Variante sul-africana, Astrazeneca 'ineficaz': o estudo realizado pela Universidade de Witwatersrand em Joanesburgo é a razão do recuo do governo.

África do Sul, variante coloca a vacina AstraZeneca em crise: governo pára tudo

A vacina Covid-19 produzida pela AstraZeneca é considerada ineficaz contra a nova variante do vírus encontrada na África do Sul - 501Y.V2 - e por isso o governo sul-africano anunciou a suspensão da campanha nacional de imunização.

Conforme noticiado na imprensa internacional, é o estudo conduzido pela Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo, que está por trás da ação do governo.

Os pesquisadores administraram o soro a 2,000 pessoas e descobriram que ele era eficaz contra as formas graves da variante Covid-19 em apenas 22% dos casos, enquanto a droga não funcionava de forma alguma contra as formas mais agudas.

O estudo ainda não foi publicado em revista científica ou examinado por outros pesquisadores independentes, mas foi o suficiente para levar as autoridades a suspender a campanha de vacinação.

A África do Sul atualmente tem apenas milhões de doses da vacina da AstraZeneca disponíveis, em um momento em que 90 por cento dos novos casos de infecção são atribuídos à variante 501Y.V2.

As autoridades agora têm pouco tempo para decidir o que fazer, já que as doses vão expirar em abril.

Leia também:

COVID-19 Na África do Sul, a investigação jornalística do Daily Maverick revela casos de corrupção em Gauteng

Leia o artigo italiano

Fonte:

Agenzia Dire

você pode gostar também