Hemorragia cerebral, quais são os sintomas suspeitos? Algumas informações para o cidadão comum

Hemorragia cerebral, um evento raro, mas que precisa ser reconhecido: o cérebro geralmente está muito bem protegido, mas ainda é uma das partes mais delicadas do corpo

Quando o cérebro está danificado, é lógico que as reações podem ser graves.

A chave, claro, é reconhecer esses sintomas e os riscos envolvidos em não tratar o paciente a tempo.

A hemorragia cerebral tem origem em várias causas e cada uma delas pode ter métodos específicos a seguir para limitar os danos e, assim, ajudar a pessoa em perigo.

Portanto, vamos entender melhor quais são essas causas e o que pode ser feito a respeito delas.

Quais são as causas da hemorragia cerebral?

Vamos primeiro ver o que pode causar esse problema.

Atualmente, existem várias causas para uma hemorragia cerebral, que pode ser dividida em várias entidades.

Neste caso, para simplificar, diferenciaremos principalmente entre causas externas e internas.

Externo: A principal causa de uma hemorragia cerebral de causa externa é claramente o trauma craniano, ou seja, quando a cabeça é atingida ou perfurada por um objeto que pode causar a fratura ou penetração do crânio.

Deve ser especificado neste caso que a cabeça é naturalmente protegida por várias camadas, evitando naturalmente o discurso do próprio crânio (já muito resistente em si) há também a dura-máter, o que em suma é definido como a superfície do cérebro.

Quando o dano cessa nessas áreas, não falamos de hemorragia cerebral, mas especificamente de hematoma epidural.

Este último está frequentemente associado a traumatismo craniano, com todos os sintomas que se seguem (como perda de consciência, incapacidade de mover um membro, dores de cabeça ou vômitos).

Quando o dano é mais extenso e profundo, entretanto, ele naturalmente se transforma em hemorragia cerebral.

Interno: A principal causa de uma hemorragia cerebral interna envolve vários fatores físicos que causam sangramento interno.

Isso pode resultar de hipertensão, aneurisma ou outra anormalidade física (como tumores ou outras doenças como hemofilia).

Por esse motivo, às vezes também é considerado semelhante a um ataque cardíaco.

O sangramento interno também pode não ocorrer imediatamente.

Embora não seja a causa mais comum de hemorragia cerebral, os danos internos são os mais perigosos.
Não pode ser reconhecido imediatamente e só pode ser julgado pelo comportamento e pelos sintomas da pessoa.

Externamente, você não notará nenhum sangramento ou alteração perceptível, pois tudo está acontecendo internamente.

Além disso, existem outras causas, como hemorragia intraventricular ou hemorragia subaracnoide, que também causam esse problema, portanto, vamos nos concentrar nessa lesão específica.

Quais são os sintomas da hemorragia cerebral?

Esse problema pode variar dependendo da extensão do dano e, claro, de sua origem precisa.

Cada área do cérebro tem uma finalidade específica que pode estar relacionada ao movimento, às memórias, à maneira como nos expressamos ou ouvimos sons e sabores.

Felizmente, você não precisa fazer testes extensivos para ver se a pessoa está sofrendo de hemorragia cerebral.

Os sintomas mais comuns geralmente dizem respeito à capacidade de falar, ao controle dos membros (braços / pernas) e também à sensação de equilíbrio.

Às vezes, é possível definir um bom grau de urgência usando a Escala de Coma de Glasgow, embora isso seja apenas nos casos mais extremos.

Vômitos ou fortes dores de cabeça súbitas também são indicativos deste problema, assim como visão turva ou dificuldade em permanecer consciente (desmaio repentino).

Às vezes é possível confundir esses sintomas com intoxicação por álcool, então nada deve ser deixado ao acaso, principalmente se você não conhece bem a pessoa.

Portanto, pode-se concluir que os sintomas podem ser de natureza motora ou expressiva ou na capacidade de perceber coisas e pessoas.

Claro que é possível fazer alguns pequenos testes para descobrir a gravidade e profundidade da hemorragia, mas é preciso sempre ter muito cuidado ao lidar com casos particularmente graves.

O que você deve fazer se reconhecer os sintomas de uma hemorragia cerebral?

Se a pessoa tiver uma lesão externa (ferida penetrante ou sangramento visível e abundante na cabeça), nada deve ser movido, mas o primeiro tratamento essencial deve ser dado (como tentar parar a hemorragia externa).

É necessário ligar para o número de emergência 112 e explicar detalhadamente a urgência do acidente.

No caso de uma hemorragia interna e, portanto, na presença de uma pessoa que pode estar sofrendo de um ataque, como um aneurisma ou similar, é importante verificar se a pessoa é capaz de se mover ou parece estar amplamente consciente.

Se o caso for leve, basta levar a pessoa ao hospital, embora é claro que isso deve ser feito com alguma diligência: uma hemorragia cerebral pode piorar de hora em hora, ou mesmo em questão de minutos dependendo do tipo de lesão que ocorreu.

No entanto, deve-se sempre ter em mente que se for necessário transportar a pessoa inconsciente, isso deve ser feito seguindo os procedimentos corretos para limitar os danos ao máximo.

O perigo de hemorragia cerebral nunca deve ser subestimado.

Por isso, deve-se sempre informar-se sobre como analisar possíveis problemas e, no limite, procurar aconselhar o máximo possível alguém que possa ser uma futura vítima (como evitar fumar, fazer alguns exames, etc.).

Leia também:

Parada respiratória: como deve ser tratada? Uma visão geral

Aneurisma cerebral: o que é e como tratá-lo

Fonte:

https://www.webmd.com/brain/brain-hemorrhage-bleeding-causes-symptoms-treatments

https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/14480-brain-bleed-hemorrhage-intracranial-hemorrhage

você pode gostar também