Código preto na sala de emergência: o que significa em diferentes países do mundo?

Para entender o conceito de 'código negro', primeiro é necessário entender o conceito de 'triagem'. A triagem é um sistema utilizado em Pronto-socorros e DEAs (Departamentos de Emergência e Acolhimento) para selecionar os envolvidos em acidentes de acordo com classes crescentes de urgência/emergência, com base na gravidade das lesões sofridas e seu quadro clínico

O código preto na triagem:

A triagem hospitalar usa um código de cores para tornar a urgência do tratamento universalmente identificável para cada indivíduo; por ordem de gravidade, o paciente será então considerado:

  • código vermelho ou 'emergência': paciente com risco de vida que tem acesso imediato a intervenção médica;
  • código amarelo ou 'urgência': paciente urgente com acesso ao tratamento em 10-15 minutos;
  • código verde ou 'urgência diferida' ou 'urgência menor': paciente sem sinais de risco iminente de vida, com acesso em até 120 minutos (2 horas);
  • código branco ou 'não urgente': paciente que pode se referir ao seu clínico geral.

O código preto na Itália não identifica um estado de gravidade, como os outros códigos de cores, mas indica que o paciente morreu e não pode mais ser ressuscitado.

Itália, código preto está associado à morte certa do paciente

Em alguns casos, como aconteceu durante a pandemia causada pelo Covid-19, é feita referência ao código preto quando os médicos de uma determinada unidade de saúde não conseguem mais lidar com o número excessivo de pacientes que chegam, ou quando não há leitos disponíveis para novos admissões.

Nos casos mais graves, poderia ser feita referência ao código preto quando os leitos disponíveis na unidade de terapia intensiva estão cheios, por isso é necessário que o médico decida – efetivamente – quem sobrevive e quem não.

Suponhamos, por exemplo, que cheguem três pacientes com risco de vida que seriam destinados à terapia intensiva, mas que apenas uma vaga está disponível nesta enfermaria (e nas enfermarias de terapia intensiva dos hospitais vizinhos): neste caso, será caberá ao médico decidir qual dos três pacientes pode acessar aquele local e, assim, ter a melhor chance de sobrevivência.

Outras cores usadas na triagem são

  • código laranja: indica que o paciente está contaminado;
  • código azul ou “urgência diferencial”: é paciente com gravidade intermediária entre o código amarelo e o código verde, com acesso em até 60 minutos (1 hora);
  • código azul: indica que o paciente tem funções vitais comprometidas em ambiente extra-hospitalar, geralmente ativado na ausência de um médico.

Código preto no exterior e em Grey's Anatomy

No episódio 16 da segunda temporada da série de TV Grey's Anatomy, originalmente chamada de 'It's The End Of The World' e em italiano 'Apocalypse (Code Black)', um paciente é levado ao Seattle Grace com um dispositivo explosivo dentro de seu corpo.

O cirurgião cardíaco Burke anuncia o 'código preto' (no idioma original 'código preto') que bloqueia todas as atividades na ala cirúrgica: neste caso, o 'código preto' é usado para indicar a presença de uma bomba no prédio, ou seja, um evento extraordinário potencialmente catastrófico.

O código preto, de fato, assume significados diferentes em vários estados

Por exemplo, no Canadá é usado para indicar a presença de uma bomba (ou um pacote suspeito) no prédio.

Na Inglaterra – como na Itália – é utilizado para indicar a ausência de leitos disponíveis para novas internações.

Na Austrália, esses códigos de cores são usados

  • código preto: ameaça pessoal de vários tipos;
  • código preto alfa: bebê ou criança desaparecido ou sequestrado;
  • código preto beta: presença de indivíduo portando arma de fogo no prédio;
  • código preto j: paciente envolvido em atos de automutilação.

Leia também:

Emergency Live Even More ... Live: Baixe o novo aplicativo gratuito do seu jornal para iOS e Android

Regra ABC, ABCD e ABCDE em medicina de emergência: o que o socorrista deve fazer

Evolução do resgate de emergência pré-hospitalar: colher e correr versus ficar e brincar

O que deve estar em um kit de primeiros socorros pediátricos

A posição de recuperação em primeiros socorros realmente funciona?

Aplicar ou remover um colar cervical é perigoso?

Imobilização da coluna vertebral, colares cervicais e desencarceramento de carros: mais mal do que bem. Hora de mudar

Colares Cervicais: Dispositivo de 1 peça ou 2 peças?

Desafio de Resgate Mundial, Desafio de Libertação para Equipes. Placas da coluna vertebral que salvam vidas e colares cervicais

Diferença entre balão AMBU e emergência de bola respiratória: vantagens e desvantagens de dois dispositivos essenciais

Colar cervical em pacientes com trauma em medicina de emergência: quando usá-lo, por que é importante

Dispositivo de extração KED para extração de trauma: o que é e como usá-lo

Como é feita a triagem no pronto-socorro? Os métodos START e CESIRA

Suporte Básico de Vida (BTLS) e Suporte Avançado de Vida (ALS) ao Paciente Traumatizado

Fonte:

Medicina on-line

você pode gostar também