COVID 19 na Bolívia, o ministro da Saúde Marcelo Navajas preso por escândalo de "ventiladores de ouro"

É claro que o COVID 19 dá lugar a “apetites” inadequados. Tempos difíceis obrigam muitos a ignorar as precauções normais, controles e sistemas de regulação, abrindo-se para ações ilegais. Aqui está o que aconteceu na Bolívia, onde o ministro da Saúde, Marcelo Navajas, foi preso pela compra de ventiladores absolutamente caros.

O ministro da Saúde da Bolívia, Marcelo Navajas, foi preso como parte de uma investigação sobre um lote de ventiladores comprados para lidar com o COVID 19 na Bolívia.

 

COVID 19 na Bolívia: comportamento imoral

A presidente boliviana Jeanine Anez, que assumiu o cargo em novembro após um pronunciamento militar e a fuga para o exterior de Evo Morales, decidiu remover Navajas. Ele afirmou que esta ação “evitará qualquer interferência e qualquer forma de obstáculo à investigação”.

Em seu lugar, o ex-vice-ministro Eidy Roca estava envolvido. O ex-ministro da Saúde foi preso ontem pelos funcionários da Fuerza Especial de Lucha Contra o Crime (Felcc).

COVID 19 na Bolívia: ventiladores espanhóis e ofensas à saúde pública

O ex-ministro Navajas foi acusado pela compra de 170 respiradores fabricados na Espanha. Segundo os investigadores, esses ventiladores foram importados a um custo muito caro (quase quatro vezes maior que o necessário).

As acusações contra ele, como lemos no jornal La Razon, são sete, incluindo desvio de dinheiro público, influência do tráfico e crimes de saúde pública.

O ex-ministro está atualmente em prisão preventiva e aguarda uma audiência judicial. Além dos navajas, havia também alguns funcionários do Banco Interamericano de Desarollo (Bid), o órgão que financiou a compra, na lista de quatro pessoas presas.

 

COVID 19 NA BOLÍVIA - LEIA O ARTIGO ITALIANO

LEIA TAMBÉM

Somália, treinamento COVID 19 passa por universidades italianas: Mogadíscio em cooperação com a Itália

Táxi em vez de ambulância? Voluntários levam pacientes com coronavírus não emergenciais a hospital em Cingapura

Resposta da assistência médica a coronavírus em zonas de conflito - CICV no Iraque

Drones em atendimento de emergência, DEA por suspeita de parada cardíaca fora do hospital (OHCA) na Suécia

Covid-19, a polícia de El Salvador usa a "força letal" contra gangues criminosas

FONTE

www.dire.it

 

Comentários estão fechados.